Escrita da história

Sobre o genocídio contra o povo Palestino

Por Douglas Belchior

A coisa mais terrível do mundo: crianças assassinadas pela estupidez dos adultos, pela ganância econômica e pela hipocrisia religiosa.

Recuso fotografias.

Toda solidariedade e apoio ao povo palestino.  

Abaixo, Nota dos Comitês da Palestina Democrática – Brasil, de 13 de Julho 2014.

 

Palestina

 

A comunidade palestina no Brasil expressa com grande preocupação os acontecimentos na Palestina, tanto na Cisjordânia, Gaza como nos  territórios ocupados em 1948, onde a  agressão sionista é pavimentada pelos massacres em grandes escalas contra a nosso povo. Violências e  massacres que superam os ocorridos nos Campos de Refugiados Sabra e Shatila (sul do Líbano, 1982) e outros massacres cometidos pelos novos nazistas do Estado de “Israel” desde 1948.

Nos últimos dias, as cifras dos crimes cometidos pela entidade sionista “Israel”, alcançou mais de 170 palestinos mortos, a maioria crianças, mulheres e mais de 1200 de feridos, incluindo famílias inteiras, pessoas inocentes vítimas  da agressão sionista. Ocorreram destruições de  casas,  bombardeios em  bairros e zonas residenciais mas, pior que estes crimes, é o silêncio dos  países e a apatia das instituições internacionais, sendo  incapazes de pararem este terrível  genocídio  do povo palestino.

Comitês da Palestina Democrática declara:

O estado sionista de Israel deve reconhecer os direitos políticos, nacionais e legítimos do povo palestino. Continuar a negar estes direitos conduz a região árabe e o Oriente Médio a situações de  instabilidades que ameaçam a paz mundial.

O silêncio dos governos mundiais e instituições internacionais referente aos crimes praticados por Israel contra nosso povo incentiva a continuação e banalização destes mesmos crimes e massacres. Urge um compromisso internacional com a justa luta do povo palestino na consolidação de seu Estado livre e democrático em seu território histórico.

Deve-se abrir o debate crítico sobre o papel dos  acordos e negociações de paz  com o Estado de Israel;  a denúncia dos fracassos destes planos e sua parcialidade favorável ao governo sionista devem  estar na agenda de todas as forças populares e entidades civis. Solicitamos pressões dos movimentos políticos e sociais para o cancelamento de  todas as formas de cooperação e dos acordos com  entidade sionista.

A Palestina necessita do apoio de  todos os brasileiros, amado e justo povo! Desta forma, conclamamos  que as forças democráticas brasileiras,  políticas, sociais, culturais, religiosas, estudantis, sindicais e de massas desempenhem junto ao governo brasileiro um papel de solidariedade a justa luta de libertação da Palestina e que se oponham energicamente as brutais agressões cometidas pelo Estado de Israel ao povo palestino. A comunidade palestina no Brasil solicita ao governo brasileiro que se mobilize e pressione o governo de Israel para imediata suspensão das agressões contra o nosso povo.

Assine a Petição pelp cessar fogo imediato

http://pflp.ps/english/

http://somostodospalestinos.blogspot.com/

www.vivapalestina.com.br

http://www.palestinalibre.org/

Você também pode gostar