Destaque Mulheres Negras

Marcha das Mulheres Negras chega à Brasília

unnamed

Estão previstas audiências com a presidenta da República, Dilma Rousseff e a diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka. Além da marcha, haverá diversos shows e apresentações artísticas. Entrada gratuita.

 

Por Comunicação da Marcha

Milhares de mulheres de todos os estados do Brasil estão a caminho de Brasília para participar, nesta quarta-feira (18/11), da Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver, que reunirá cerca de 20 mil pessoas em um momento histórico na luta pela igualdade de direitos, por um país mais justo e democrático e pela defesa de um novo modelo de desenvolvimento baseado na valorização dos saberes e da cultura afro brasileira. A marcha acontece no âmbito da Década Internacional dos Afrodescendentes 2015-2024 e do mês da Consciência Negra.

 O ponto de partida será o Ginásio Nilson Nelson, com percurso até o Congresso Nacional, a partir das 8h30. Além da marcha, haverá oficinas, apresentações musicais e feira de afro empreendedorismo a partir do dia 16/11. Haverá, ainda, uma audiência com a presidenta da República, Dilma Rousseff, que receberá um grupo de representantes de diversas organizações e movimentos sociais. Na ocasião, as mulheres entregarão um manifesto que cobrará do Estado Brasileiro, entre outras pautas, medidas emergenciais para reduzir a mortalidade feminina. A pesquisa Mapa da Violência 2015, divulgada na última semana, aponta um aumento de 54% em dez anos no número de homicídios de mulheres negras. Além disso, a diretora executiva da Onu Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka reconhecida internacionalmente por ter atuado na luta contra  o apartheid e pelo fim do racismo na África do Sul participará de uma reunião com as mulheres negras brasileiras.

A marcha é uma iniciativa de diversas organizações e coletivos do Movimento de Mulheres Negras e do Movimento Negro, além de contar com o apoio de importantes intelectuais, artistas, ativistas, gestores e gestoras, comunicadores e comunicadoras e referências das mais diversas áreas no Brasil, América Latina e África. Estarão presentes trabalhadoras rurais, catadoras de material reciclável, pescadoras, marisqueiras, quilombolas, estudantes, mestres e mestras da cultura tradicional, empreendedoras, yalorixás, entre outras mulheres negras dos diversos setores da sociedade. A proposta da Marcha surgiu durante o Encontro Paralelo da Sociedade Civil para o Afro XXI, realizado em 2011, em Salvador, capital do estado da Bahia. A partir de então, mulheres negras e do movimento social de mulheres negras atenderam ao chamado e deram início as mobilizações para a Marcha. De 2011 até agora, foram realizadas diversas ações entre debates, oficinas, passeatas, eventos formativos, articulações em âmbito local, regional, nacional e internacional. 

SERVIÇO:

Marcha das Mulheres Negras 2015

Concentração: A concentração será a partir das 8h30, nas imediações do Ginásio Nilson Nelson. O percurso previsto será até o Congresso Nacional.

Shows, apresentações artísticas e feira de empreendedorismo acontecerão no Ginásio Nilson Nelson.

Leia o Manifesto completo no endereço www.marchadasmulheresnegras.com

Informações: Ionara Silva ( 55) 61 9657-7741 / Naiara Leite (55) 71 9718-5144

E-mail: [email protected]

PROGRAMAÇÃO 

16 de Novembro de 2015

9h às 12h – Oficina “Cuidado entre ativistas para aliviar e curar as dores da violência”/Local: Auditório 1 do Museu Nacional da República

14 às 16h – “Os saberes tradicionais e a saúde: griôs”/Local: Auditório 1 Museu Nacional da República

14 às 16h –  “Negra Soul Identidade e Autoestima”/Local: Auditório 2 Museu Nacional da República

16h às 18h – Arte, Cultura e Pensamento Afrofuturista/Local: Auditório 1 Museu Nacional da República

16h às 18h – Violência/ Local: Auditório 2 Museu Nacional da República

17 de Novembro de 2015

9h às 18h – Abertura da Feira de Empreendedorismo KINAH/ Local: Ginásio Nilson Nelson

9h às 12h – “Roda de Conversa sobre a luta contra o racismo, a violência e pelo bem viver na perspectiva feminista”/Local: Auditório 1 Museu Nacional da República

9h às 12h – Mulher Negra: Programa Bolsa Família e Assistência Social/ Local: Auditório 2 Museu Nacional da República

14h – Comissão Geral “Realidade da Mulher Negra Brasileira”/ Local: Plenário da Câmara Federal

14h às 16h – “Do Estatuto da Igualdade Racial à Marcha das Mulheres Negras”/ Local: Auditório 1 Museu Nacional da República

16h às 17h – “Vozes de mulheres negras na obra de Cidinha da Silva”/ Local: Auditório 2 Museu Nacional da República

14h às 16h – Oficina de Customização de camisetas/ Local: Área Externa do Museu Nacional da República

14h às 16h – Oficina de Turbante Ilê Aiyê /Local: Área Externa do Museu Nacional da República

17h às 18h – Lançamento do Filme e Livro História de Laudelina/ Local: Auditório 1 Museu Nacional da República

16h às 18h – Rainhas Coroadas na beleza étnica/ Local: Área Externa do Museu Nacional da República 

19h – Exibição do Filme: “Das raízes as pontas”/ Local: Cine Brasília

19h – Exibição do filme: “Reze antes que o diabo volte”/ Local: Ginásio Nilson Nelson 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

MULHERES NEGRAS PELO BEM VIVER

18 de Novembro de 2015

Local: Ginásio Nilson Nelson, Brasília – DF | Horário: a partir das 13h | Entrada Gratuita – *Verifique a classificação indicativa

Luana Hansen (São Paulo)

Tássia Reis (São Paulo)

Vera Verônica e Donas da Rima (Distrito Federal)

MC Sofia (São Paulo)

Andrea Felix (Minas Gerais)

Jéssica Pérola Negra (Minas Gerais)

Banda Didá (Bahia)

Ilê Aiyê (Bahia)

As Caixeiras do Divino (Maranhão)

Banda Afro Axé Dudu ( Pará)

Banda Akomabu (Pará)

Nanan Matos (Distrito Federal)

Mariza Black (Pará)

Márcia Moura (Rio de Janeiro)

Lilian (Maranhão)

##

 


 

 

 

Publicidade colaborativa

Presenteie camisetas da Uneafro-Brasil

A Uneafro-Brasil está com novos modelos de camisetas engajadas e temáticas de valorização da cultura negra brasileira. Conheça e faça seu pedido. Com isso, além de adquirir um produto de qualidade, beleza e com uma mensagem de consciência negra, de quebra contribui para o auto-financiamento do trabalho sócio-educacional promovido pela Uneafro nas periferias de São Paulo e do Brasil.

Valor único para todas as peças, R$ 30,00 + frete.
Tamanhos (P, M, G ou GG), medidas e quantidades devem ser informadas no campo de descrição do produto.

Conheça esses e outros modelos e faça seu pedido AQUI

 

1185010_161445260720070_1710572108_n943354_161445417386721_1327929719_n 541394_161445327386730_92739506_n  150696_161445367386726_1458581424_n1230010_161445250720071_94091394_n8312_161445217386741_536225636_n1229958_161445210720075_2009434214_n      994828_161445347386728_151713548_n

Você também pode gostar