Cultura

A linda e desconhecida África, em São Paulo

Festival Afreaka: encontros entre Brasil e África Contemporânea

Uma iniciativa multidisciplinar que visa romper os estereótipos presentes da África no Brasil, evocando o seu lado inovador, proativo e artístico e promovendo o diálogo de representantes da cultura de raízes afro-brasileiras com artistas e intelectuais contemporâneos do continente africano. Realizado em parceria com a Biblioteca Mário de Andrade, principal biblioteca pública de São Paulo e sede das atividades, o “Festival Afreaka: encontros entre Brasil e África Contemporânea” acontece entre os dias 9 e 27 de junho e oferece o melhor das artes visuais e gráficas, literatura e ciências humanas do mundo africano.

Alexandre-Keto-4-quênia-samburu-

A programação, que será inteiramente gratuita, conta com três instalações expográficas fixas. A Exposição Protagonistas Africanos vestirá a Biblioteca Mário de Andrade, oferecendo ao público um mergulho nas expressões contemporâneas que abordam sustentabilidade, artes e sabedorias complexas do continente negro. Ainda, a mostra Mulheres Africanas, da artista plástica Surama Caggiano, traz composições em mosaico de belas mulheres negras, que estimulam o povo brasileiro a ir ao encontro de sua origem em África. No terceiro andar, o visitante poderá presenciar o encontro explosivo de cores e contrastes, onde as lentes africanas e afro-brasileiras se unem trazendo a sensibilidade e inovação artística na fotografia.

Imagem inline 1

Seis workshops inéditos serão o destaque da programação variada: renomados artistas e intelectuais promoverão encontros para discutir e compartilhar experiências sobre HUBs e inovação, performance multimídia, moda afro futurística, mídia alternativa, arte digital e cabelo como instrumento político. Ainda, duas palestras e quatro mesas de debates trazem grandes nomes africanos e brasileiros das artes contemporâneas para pensar novas formas de discussão sobre a produção cultural e o protagonismo negro. Cinema e grafitti não ficarão de fora da agenda, preenchendo o festival com cores e imagens.

manifesto6

Com uma abordagem inovadora, o Festival Afreaka nasce para colaborar com a promoção da cultura de forma ampla por meio de obras e artistas capazes de sensibilizar e dialogar com o público, incitando uma reflexão mais profunda sobre uma das principais regiões de origem da população brasileira. Ao estimular a ruptura de estereótipos, o evento traz à tona um debate relevante sobre a importância da multiplicidade de versões, revelando um continente ilustrado de forma inédita, criando um valoroso produto cultural e trazendo aos olhos um tema que merece registro.

Imagem inline 2

O evento é inspirado na proposta do coletivo Afreaka, que se apresenta como uma plataforma de mídia, educação e produção cultural, que comunica para desenvolver e quebrar velhos pensamentos estereotipados acerca de África e tudo que envolve sua história e cultura. Pensando de maneira horizontal, o projeto se estabelece como alternativa sólida para os que desejam ir de encontro com suas origens.

CONFIRA AQUI A PROGRAMAÇÃO

Onde: Biblioteca Mário de Andrade, R. da Consolação, 94 – Centro, São Paulo.

Quando: Do dia 9 a 27 de Junho

Quanto: GRATUITO, com retirada de senha uma hora antes do início de cada evento

Você também pode gostar