Itamonte MG: A ação policial merece aplausos?

20140222105659826792i

 

Por Douglas Belchior

 

Nove suspeitos de roubo a bancos foram mortos em uma operação conjunta das polícias de Minas Gerais, São Paulo e Federal na madrugada de sábado (22/02), em Itamonte (MG). Os mortos seriam integrantes de uma quadrilha especializada em roubo a bancos que estava prestes a agir na cidade. Houve troca de tiros entre policiais e os suspeitos. Dois agentes acabaram feridos. Um décimo suspeito de participar da ação em Itamonte teria sido assassinado pela polícia em São José dos Campos dois dias depois.

A polícia seguia os passos da quadrilha há tempos. Eles saíram armados de São Paulo em cinco carros e foram acompanhados por policiais durante o caminho. Já na cidade, chegaram a explodir um caixa eletrônico, mas foram surpreendidos pelas polícias. Na troca de tiros, nove suspeitos foram mortos, quatro foram presos e os demais fugiram.

Cangaço

“Era uma típica ação de cangaço, que se via com Lampião. Eles iam em cidades pequenas e faziam isto”, afirmou o delegado Ruy Ferraz Fontes, que coordenou a investigação.

O delegado descreveu a ação em Itamonte: “no momento em que eles foram atacar, nosso grupo já estava dentro da cidade. Quando foram abordar os criminosos, eles já haviam explodido um caixa. Nosso grupo foi fazer a intervenção para promover a prisão deles e foi recebido a tiros”, afirmou.

Versão oficial, inteligência policial e cegueira coletiva

A quadrilha estava sendo investigada há pelo menos três meses – dizem alguns jornais. Ou há oito meses, dizem outros. E a polícia já sabia da ação planejada pelos assaltantes. Por que a PM não os interceptou antes da explosão do caixa eletrônico?

Inteligência investigativa não deveria servir para desarticular ações criminosas, se antecipar aos crimes e diminuir a violência e as ações letais? Ou, ao contrário, serve para cercar “bandidos” e executá-los em praça pública?

“Homens fortemente armados com fuzis, espingardas calibre 12, pistolas, dinamites, munições e coletes à prova de bala”, como fora divulgado, resistiram pouco não? De um lado, nove pessoas assassinadas, do outro um ou dois policiais feridos. E onde estão as marcas de bala nos carros dos policiais?

Os agentes faltaram às aulas do Método Giraldi, doutrina que prepara o policial para atirar, quando necessário, em regiões não letais do corpo? Ou sua prática nos cursos de formação da polícia não passa de peça de marketing para que “esse pessoal dos Direitos Humanos não encham o saco?”.

Que “confronto” é esse entre mocinhos e bandidos que, se não traz mortes de um só lado, as apresenta em uma desproporção absurda? Não se trata aqui de desejar o empate entre as mortes, mas de questionar a eficácia de uma politica de segurança pública que elege a repressão e o extermínio como solução para conflitos sociais, o que vitima tanto os civis quanto os fardados.

Não se trata aqui de defender bandidos ou mesmo saques a bancos, como muitos me acusarão – muito embora não sinta nenhuma misericórdia pelos banqueiros, pobrezinhos, e me lembre de Bertolt Brecht quando pergunta: “O que é roubar um banco em comparação a fundar um” – mas, não é possível aceitar como natural que uma ação policial termine com nove, dez, onze assassinatos deliberados e comemorados pela mídia, pelas autoridades e amplamente aceita pela sociedade.

Uma ação responsável das polícias – algo difícil de se esperar de uma das instituições mais violentas do mundo – poderia inclusive economizar a vida do professor Silmar Júnior Madeira, morto “por engano”, como reconheceu a própria polícia.

O debate sobre desmilitarização e um novo modelo de segurança pública passa por avaliar a postura de uma polícia que viu avançar a tecnologia de suas armas, mas que mantém uma estratégia de ação da época de Virgulino.

Se bandos agem hoje tal qual agia o grupo de Lampião, também é do tempo do Cangaço a forma como o Estado trata seu povo, a concentração de renda e da riqueza e principalmente a maneira como age as forças de repressão, matando muito mais que bandidos e expondo suas cabeças para dar o exemplo.

 

 

23488-cabecas

Exposição das cabeças de Lampião e seu bando, tratadas com aguardente e cal, a partir de 1938 “viajam” por todo o nordeste, afim de deixa o exemplo.

Leia também no Facebook da Carta Capital

120 thoughts on “Itamonte MG: A ação policial merece aplausos?

  1. Pingback: Itamonte MG: Parabéns à aç...

  2. Pingback: Itamonte MG: Parabéns à ação da polícia! | EVS NOTÍCIAS.

  3. Quem tem C% tem medo! Por acaso policial não tem família pra criar e uma vida pra viver? Por acaso, dada uma ordem de prisão, uma quadrilha fortemente armada como esta vai se render? Me poupe da sua utopia! Você, no lugar deles, faria o mesmo!

    • O que você chama de utopia é o que acontece em qualquer país civilizado.

      Isso não deixa exemplo algum a não ser que os bandidos se armarão ainda mais, e corromperão policiais e juízes e políticos ainda mais.

      Fora que só demonstra a falta de inteligência na polícia, como sabem que não haviam outros bandidos por trás, receptores, financiadores, etc…

      • Falta de inteligência é a sua. Por acaso você considera os Estados Unidos um país não civilizado? Onde uma senhora com um carro surtou próximo à Casa Branca e, mesmo com uma criança no banco traseiro, levou vários tiros e morreu no local. E mais, os políticos deram os parabéns aos policiais por terem feito isso. Então, cidadão, mude para um país civilizado e pare de “achar” o serviço dos outros, não dê opinião a respeito de uma coisa que você não sabe. Parabéns aos policiais, queria que todos fossem assim.

    • Nesta ação policial foi utilizado um método bastante eficaz contra os bandidos assaltantes de banco, mata-los, pode parecer cruel, mas se formos avaliar as condições do poder judiciário e do sistema carcerário brasileiro, ficará claro que não há um bom índice de recuperação desses detentos a maioria volta para o crime, ou nem mesmo chega a ficarem presos.
      Portanto, o que resta à polícia ?
      O trabalho policial parece mais como uma forma de mascarar as mazelas desse sistema, pois este trabalho torna-se ineficaz se não é tratado em conjunto para a recuperação do (Bandido).

      • Então na sua cabeça deturpada o correto seria que já que o governo brasileiro prefere roubar dinheiro público do que investir em escola e em prisões que prestem, o correto seria sair matando todo mundo sentenciado sem direito a defesa pelas pessoas como criminoso. Espero que nunca você seja enganado com algum criminoso por ai.

        • Vocês estão esquecendo que não foram os policiais que chegaram metralhando os bandidos e sim o contrário. Outra coisa, é óbvio que o número de mortes de policiais contra bandidos sempre vai ter diferenças. Policiais recebem treinamento para atirar, eles não desperdiçam balas, ao contrário dos bandidos que apesar de estarem amardos com fuzis não conseguem sequer atingir um carro a distância de 5 metros. Se vocês chegassem em um local e fossem recebidos a tiros queria saber se iriam tentar negociar a rendição, ou iam atirar torcendo para chegar em casa inteiros. Com relação a Casa Branca, a ordem é atira primeiro depois pergunta, a segurança do presidente está em risco. Como os agentes vão saber se a mulher tem bombas dentro do carro ou não? A solução dos problemas que vocês mencionam não é tão simples assim.

  4. Sr. Douglas Belchior,
    É por conta de defensores de bandidos como o Sr. Douglas Belchior, que o Brasil se transformou em terra de vagabundo, de desonestos e todos os tipos de assassinos. Quem defende bandidos, é bandido também. Se existem pessoas nessa história merecedoras de aplausos, são os policiais, que, além de cumprir, de forma honrosa, com suas obrigações, livrou a sociedade de mais alguns bandidos.__Bandido bom é bandido morto, enterrado de pé, pra ocupar pouco espaço.

    • Sr. José Fancisco
      É por haver Democratas Raciais ou brancos mal informados ou racistas, dai você escolhe de qual grupo faz parte, pois os mal informados não vão lá atrás na História do Brasil pesquisar e ‘acham’ que tudo se resume ao momento em que começaram a escrever na internet, que parece ser seu caso. Mete a mãozona no umbigo e atira pra cima. Bandido Bom é Bandido Morto por exemplo, é a bandeira levantada pelos neonazistas brasileiros, exatamente por serem BEM INFORMADOS. Racistas são bem informados, mas há uns e outros ai que fugiram das aulas de história, dormiram ou tiveram professores borra botas, eurocentristas.. A maioria dos bandidos são de pele preta, estes mesmos que são amarrados em postes, parados pela polícia, espancados acusados em roubar o próprio carro, enfim. Porque eu não vejo ninguém querendo mandar matar políticos corruptos (são bandidos também). Eu mesma, penso que policial bandido que mata antes da pessoa ter defesa, erra mais que acerta. Este pensamento seu ai é o mais nazista, facista possível! Mas vc dever ser branco, seus filhos também, então não estão na mira. Branco correndo está atrasado ou praticando cooper.

      • O grupo foi morto pro ser composto de negros ou por estar praticando roubo, fortemente armados e resistindo à prisão ? Ninguém fica contente com uma situação destas , mas são consequências que fazem parte das regras do jogo, sendo que a polícia é o órgão legitimamente criado e aceito pela sociedade para este tipo de ação.

  5. Eu achando que era uma página séria, é só mais uma que defende vagabundo e só uma coisa seu analfabeto funcional, pra prender tem que ter flagrante, os policiais agiram certo pegaram no flagra, como foram recebidos a bala tem que enfiar bala nos vagabundos, entendeu ou quer que nós desenhamos???

  6. Se vc não sabe, muitas vezes é necessário pegar o flagrante para conseguir processar devidamente os acusados.
    E se os policiais não morreram é pq eles usavam coletes.
    Óbvio que ao serem recebidos com tiros iriam revidar e não é só pq estavam usando coletes que deixariam os suspeitos continuarem atirando (lembrando que eles poderiam levar tiro na cabeça, em algum membro e sangrar até a morte, ou seja, colete não é escudo mágico).
    Os suspeitos tinham a opção de se renderem e não o fizeram.
    Fatalidade. Porém fatalidade maior é ler um texto como esse que demoniza a polícia sem bons argumentos e se utiliza de sensacionalismo chamando a atenção com a imagem forte e totalmente desconexa, visto que a comparação com o cangaço foi, no mínimo, pífia

  7. Policial: Com licença sr Bandido (sem as aspas de seu texto), o senhor poderia por obséquio entregar sua carabina 12 e estender os pulsos para eu lhe prender?…..
    Já morei em duas cidadezinhas onde ocorrerão assaltos modelo novo cangaço, pode ter certeza; não e nada agradável, para não dizer aterrorizante. De uma coisa tenho certeza, entes daí não vão espalhar o terror nunca mais.

  8. A ignorância mata… existe uma grande distância entre provar o tentado e a prisão em flagrante. O que é melhor… investigar os suspeitos e prendê-los em flagrante ou antecipar o fato e prendê-los por suposta tentativa (que na grande maioria dos casos devido a excesso de prazo, leis brandas, superlotação, etc, etc, etc…. não acabam em nada). Não sou a favor de execuções mas dizer que o “décimo suspeito foi assassinado…” sem abordar os fatos que levaram a sua morte é no mínimo dizer besteira de que tem ódio de forças policiais. Então se um policial tivesse morrido na ação você qualificaria como legítima defesa do assaltante que atirou? Faça-me o favor. Critique… mas com inteligência…

  9. Os policiais merecem medalhas, uma menção honrosa no diario oficial da união e um elogio formal por escrito.

    Graças a coragem destes homens, temos agora menos alguns latrocidas nas ruas.

  10. Merecem todos os aplausos e méritos possíveis. O recado foi dado. Que outros bandidos, mesmos os apoiados pelo governo federal, tentem novamente. Venham…..

  11. Porque eles não prenderam os bandidos antes do cometimento? Porque, em regra, atos preparatórios para cometimento de um crime não são puníveis.
    E se o autor do post entendesse um mínimo de física e biologia, saberia que é impossível acertar com efetividade em regiões não letais e que, regiões não letais não neutralizam a ameaça, ou seja, não impedem o bandido de continuar atirando contra os policiais.

    Você se preocupa em questionar sem pesquisar, se realmente tivesse se interessado ao invés de dizer simplesmente (cadê a marca de balas no carro dos policiais?) saberia que os policiais atingidos necessitaram, inclusive, de cirurgia para reparar o estrago dos ferimentos provocados pelo forte armamento dos bandidos.

  12. Desmantelamento da Policia Federal, aparelhamento do STF, tentativas sucessivas de parar os Ministérios Públicos, idéias malucas de desmilitarização (gayzalizacao) das PMs, entre muitas frentes de apoio a bandidagem são a marca desse desgoverno federal. Lamentável. Que Deus nos ajude.

  13. Uau, ele conhece o Método Giraldi! Deve ser um grande policial este que escreveu o artigo! Provavelmente um policial que jamais saiu às ruas e, se saiu, jamais esteve em uma situação de tiroteio e nunca ouviu falar em “visão de túnel”, por exemplo. E tb nunca fez um curso de tiro, onde o alvo é um círculo que representa o tórax do ofensor (as polícias são proibidas de treinar com silhuetas humanas!!!). E certamente é um policial ou jornalista que jamais fez um curso de interpretação de texto. Se tivesse o feito, veria que o texto apontado sobre o método Giraldi nada fala de atirar em região não letal, mas que a polícia busca cessar a agressão e não matar o ofensor, o que é o óbvio dos óbvios. Eu não sei como se deu a operação, não sei por q motivo deixaram para efetuar a prisão na cidade, mas sei que todo policial acha melhor ser julgado por sete do que carregado por seis e não entrariam num tiroteio sem necessidade. Sei também que estou comentando um artigo desonesto cuja única intenção é falar mal da polícia, não se importando de usar argumentos falaciosos (são vários, mas a preguiça e o trabalho me impedem).

  14. Esse Belchior (seja lá quem for), a pretexto de defesa dos direitos humanos, requenta esse velho lugar comum dos anos setenta. Coisa de tupiniquim, atrasado, adora permanecer na posição de colonizado, coitadinho. O cara queira 9 mortes de cada lado. Tenha paciência. Como é que ese sujeito escreve para uma revista como Carta Capital? Tenho que repensar se renovo minha assinatura. Pensei que a revista prezasse a qualidade.

    • Compartilho da mesma opinião. Cancelei minha assinatura por causa desse e de alguns outros colunistas que escrevem de forma tendenciosa e totalmente vitimista! Morrer no conflito é risco da profissão de bandido! Menos 9!

    • Caro amigo neanderthal é a mentalidade atrasada de pessoas como voce que faz a nossa sociedade se tornar tão violenta.Uma policia que pratica o assassinato e execuções em nada faz nossa sociedade melhorar. É devido a ação violenta da policia que a nossa sociedade tá como está. Acorda, meu amigo, acorda. Parabéns, Belchior.

      • Deixar bandidos vivos ajuda muito a sociedade, né. Minha mãe trabalha em banco e se eu soubesse que teria um assalto na agência que ela trabalha, é certo que eu pegaria em armas, se possível fosse.

    • Já percebi muito que a qualidade das matérias é bem duvidosa, e os assuntos sempre tendenciosos.
      Violência por violência , é bom sim quando quem a sofre sejam sujeitos merecedores da mesma, bandidos. Quantas e quantas vezes seres humanos inocentes são violentados em todos os seus direitos, teem a vida destruida e a vida segue normalmente, sem nem um pingo de indignação desses defensores de direitos humanos. Agora porque nove bandidos são mortos o cara quer vir dar lição de moral , dizer que havia outro caminho ? Certamente essa Alice no país das maravilhas não deve morar no Brasil

  15. Depois da ação da Policia pondo fim a uma quadrilha que aterroriza cidades do INterior eu estava esperando por um texto porco chorando as mortes dos bandidos, mas você se superou.

    muito embora não sinta nenhuma misericórdia pelos banqueiros, pobrezinhos, e me lembre de Bertolt Brecht quando pergunta: “O que é roubar um banco em comparação a fundar um” – Aqui você diz: Bandidos sigam explodindo bancos, esses capitalistas merecem.

  16. De cara o sujeito denomina “assassinato” e “execução” na ação legítima da polícia… já dava pra prever asneira porvir. Já no parágrafo seguinte já elenca a PM armando tocaia, pois sabia da ação q estava sob investigação, ou seja, esse negrobelchior é um cara q manja – e muito – da natureza e das competências das polícias judiciária e administrativa, do q é um flagrante e das práticas policiais… Só q não.
    Interessante como era a expectativa de querer q algum policial levasse a pior, e pelo fato de não ocorrer, questionou o desfecho da ação. Será q ele desconhece a existência de treinamentos na polícia – apesar de mencionar -? Se nenhum policial morreu, não foi mera sorte, foi fruto de treinamento/capacitação. Graças a Deus q nenhum morreu, e de forma bem direta o autor das linhas (não dá pra nomear de texto ou artigo) expressou certa frustração por não haver nenhum óbito entre os policiais. Será q ele esperava q no calor e na adrenalina do momento, houvesse formalidade e cavalheirismo inglês numa conversa de gentlemen entre policiais e bandidos? Se nada fosse feito dentro da legalidade, por certo algum policial estaria preso… pois sociedade, mídia e até a lei só quer ferrar a polícia. Q comédia, esperar q os tiros fossem disparados com o intuito de revidar a ação de quadrilheiros sem dar merda???
    Ah! os revolucionários de cadeiras e sofás! Tão atuantes quanto a performance de Stephen Hawking numa demostração de ginástica artística!
    É o Brasil. Onde fazer o certo é errado, e onde fazer o errado também é errado… Quem dera haver somente inversão de valores, mas é pior, é a pura distorção mesmo.

  17. É o fim, este Belchior só pode ser um agente da extema direita, para desmoralizar os grupos defensores de Direitos humanos. Um revista com um projeto editorial sério limita este tipo de asneira. Onde alguns podem ver romantismo, ou defesa dos orpimidos, só consigo ver imbecilidade. Para o mesmo, o ideal seria que morressem mais policiais, por que aí os revolucionários bandidos estariam fazendo justiça social.O cidadão avalia que o placar de mortes indica que houve violência contra pessoas que só queriam roubar um banco, só pode ser brincadeira, eram homens armados com fuzis e explosivos. . Pessoas limitadas e infantilizadas como ele, distorcem o verdadeiro e necessário sentido de Direitos Humanos. Não é questão de censura, mas um conselho editorial precisa de bom senso bem como avaliar a capacidade de seus colunistas. ´”Direitos humanos” é para para todos os cidadãos(sim todos !!!), mas bom senso e inteligência não estão proíbidos e devem ser usados em abundância.

  18. Os policiais deviam fazer curso com os partidos e militantes de esquerda. Assim a cada operação, os policiais cercariam os meliantes e encheriam eles de retórica panfletária, fazendo-os cair no sono e evitando, assim, o confronto.

  19. Pois eu acho que faltou mesmo uma coisa pra polícia: Faltou colocarem as cabeças dos vagabundos em exposição, assim como no exemplo dado pelo senhor, Sr. Belchior. Acho é que tinham que matar o resto!!!

  20. Você critica o Estado o mesmo que você deseja que comande a sua utopia, é sério isso ?
    E outra coisa, quando um bandido roubar o seu Iphone ou mais que isso, assaltar a sua agência e ela disser que por via disso a pensão que seu papai coloca num valor exorbitante para que você esteja no ar condicionado postando essa coisa ridícula queria muito ver qual será a sua reação perante os bandidos que fizeram isso.

  21. Me assusta os comentarios contra um artigo como este. Pessoas que, como nossa policia, pensam que combate ao crime e essa gincana macabra onde quem mata mais vence.
    Na verdade este tipo de acao de esquadrao da morte e um degrau a mais na escalada de violenccia.

  22. Guerra é guerra e,como em todos os conflitos armados,inocentes perdem a vida.Estamos em guerra civil faz tempo.
    Será que o autor da matéria defende um empate no confronto?Teriam que ter morrido quatro agentes da lei?
    Chumbo pesado nos vagabundos!!

  23. As vezes eu caio na besteira de ler alguma coisa na Carta Capital. Esse foi só mais um artigo criticando a polícia e passando a mão na cabeça do bandido. O mais incrível foi, que num texto policial, o autor ainda conseguiu criticar o capitalismo.
    Nenhuma novidade pra esta revista.

  24. Belchior, belchior, em que país você vive? O que faz da vida para viver? Aposto que dá plantão em alguma ONG, de preferêcia mamando nas tetas do governo. Tá bom! Tivesse havido nove policiais mortos, pro Belchior estaria tudo certo!!! È por isso que a revista Veja, direitona assumida, deita e rola. Pelo menos contrata bons articulistas. Carta capital é uma lástima. Dá espaço pra qualquer um que aparece, desde que seja, claro, ligado a alguma causa dos ‘direito humano’!!! A maioria não sabe o que é um complemento nominal. Leva os coitadinhos que sobraram pra sua casa, Belchior!!!

  25. São honestos a grande maioria dos pobres, excluídos e negligenciados — tão vítimas do sistema quanto aqueles que você defende.

    Aqueles que morreram durante a operação policial, com certeza sabiam do risco que corriam. Escolheram conscientemente o destino que tiveram e claramente se prepararam para o embate. Foram injustiçados? Fico feliz que nenhum policial foi morto na operação. Mas fico muito mais triste por existirem pessoas como você, que insistem em depreciar aqueles que se arriscam para manter a ordem na sociedade.

  26. simples assim….me parece que o autor ja esteve em varios tiroteios….ja puxou o DVC dos mortos e concluiu que poderia ter sido diferente…sentado numa poltrona e escrevendo fica facil consertar o mundo !!! como bem disse o amigo mais acima , com utopia nao se vai a lugar algum.

  27. Negro Belchior, considero seu posicionamento correto. Como mudar a tal situação de violência em que nos deparamos com o aval de quase toda a sociedade? Percebo que a maioria das pessoas perdeu a capacidade de pensar. Aceitam como verdadeiro tudo o que a grande mídia apresenta. É ruim hein?! E veja! A maioria do que é veiculado nos meios de comunicação se referem a violência. Como se não tivesse mais nada para se divulgar. Como é que mudamos isso com uma mídia que até ensina como cometer crimes?!

  28. Esse tal que escreveu nunca teve uma arma apontada pra sua cabeça sendo chamado de vagabundo, perdendo bens e correndo risco na mão de bandido, não precisamos de advogado de defesa de bandido, queria que tivesse morrido 9 policiais também seu tonto???
    Quando algo da errado vc liga pro disk bandido ou 190????
    É por causa deste tipo de idiota que o Brasil virou o que é…

  29. O autor do texto não entende nada de ação policial. No Método Giraldi o policial é treinado a cessar uma injusta agressão. Não existe tiro no pé ou mão. Se o cara desobedeceu a ordem policial e apontou a arma, o tiro é no peito!

  30. Acessei esse texto pelo Facebook e o perfil que o postou colocou como título da postagem: “já tomou sua dose de desonestidade intelectual hoje?”. Ao ler o texto constatei que chamar isso de desonestidade intelectual é pouco, isso é um belo exemplo da mais pura canalhice.

  31. A cada dia que passa a Carta Capital vem perdendo sua credibilidade… O autor defende uma forma de glamurização da bandidadagem, como se fossem eternas vítimas de um sistema opressor e injusto. O cara que se dispõe a sair armado e tomar de assalto uma cidade deve ter culhão para suportar as consequências desse comportamento. Ora, os “supostos” bandidos (afinal, são suspeitos, fortemente armados, mas suspeitos) devem ostentar todas as garantias e direitos, contudo, na visão do colunista, para que esse jogo fosse “justo” era necessária a morte de um número igual ou maior de policiais, não é mesmo…. Evidentemente, o”cidadão” fortemente armado jamais sucumbiria a uma ordem de parada… imagina a cena: o policial com seu bom e velho .38 determinando que eles se entreguem…. daí do outro lado, o “cidadão com seu fuzil .762, colete balísticos, munições intermináveis e seu senso de respeito às autoridades e às leis, levanta os braçoes e larga as armas no chão…. É bem possível que isso aconteça…talvez numa Suécia, Noruega…. ou até mesmo num reino muito longe daqui, talvez em Neverland…..
    Ora Belchior, bom senso também faz parte do jogo…. quaisquer radicalismos afastam, por completo, a racionalidade e coerência de um pensamento, ainda mais quando se trata de um veículo de informação que se propõe a levar informações ao povo….
    Havendo reação ou agressão à vida, é legitimo o uso da força e violência (e não truculência) por parte dos policiais, afinal, são homens que também têm famílias e que querem voltar, vivos, para elas….

  32. Estes posts da CC estão cada vez piores, não costumo comentar mas não é possível que alguém que more neste país ache possivel que a polícia de voz de prisão e o “suspeito” armado irá soltar a arma se render sem protestos, pedir perdão pelos atos cometidos, ir para prisão, voltar regenerado e contribuindo para a paz mundial.

  33. Esse “negro belchior” só pode tá de brincadeira escrever essa porqueira de reportagem. Ao invés de tá fazendo essas críticas à polícia, deveria está aplaudindo-os de pé. Perca de tempo ter lido matérias como essas. E um último detalhe: quando vc tiver na mira de um bandido, chame a classe de bandidagem que existe em nosso país ao invés de chamar a polícia, já que vc não confia no trabalho policial.

  34. O Belchior acho que seria melhor os policiais tivessem levado um som bem alto e tocado ursinho pimpão para os bandidos dormirem e serem presos. Se liga cara, voce acha que aqueles caras estavam lá para serem presos? Não tinha o que fazer meu caro, não defendo a violencia, sou critico da ação policial, mas nesse caso vc não teria saida.

  35. Vá in loco em uma desta operações e depois escreva se você acha que esses criminosos estão preocupados com a vida de terceiros, e irão soltar seus fuzis AK com um simples ordem “abaixem as armas é a polícia”, o cara atirado com fuzil, submetralhadora, rajadas de cem balas por segundo, e o policial deve com todo cuidado mirar na canela do delinquente, pura utopia de quem estar no ar condicionado, comece a pesquisar as ações destas quadrilhas pelo Brasil e verá como “tratam bem a população local”, amarrados servindo de escudo… nunca mais terão a plena sanidade de volta depois de uma experiência destas. No Brasil a polícia é sempre demonizada por setores da mídia como se toda e qualquer ação é sinônimo de erro, nos Estados Unidos provavelmente seriam agraciados com medalhas por bravura…

  36. Parabéns pelo texto Belchior…
    Questionar os metódos da inteligencia policial e mais ainda, questionar o sadismo social que se compraz em ver “bandidos mortos” e a “justiça sendo feita” exige coragem.
    Muitos nem se dignarão a ler e pensar sobre seus argumentos, mas há que sempre questionar a proliferação da violência. Seja a violência da policia, a violência dos assaltantes, a violência dos banqueiros ou a violência do estado e seus representantes.

  37. Atirar em partes nao letais do corpo contra uma quadrilha fortemente armada e com coletes a prova de balas?! Voce està de brincadeira nè amigo?!
    E porque nao foram abordados antes de explodirem o caixa eletronico? Simplesmente porque eles tem de ser presos em flagrande, caso contràrio, serao soltos por falta de provas mais “concretas”. E mesmo que fossem abordados antes, os policiais seriam recebidos a bala da mesma forma. Nao mudaria nada em relaçao a troca de tiros.
    Eu concordo totalmente que no nosso paìs existe claramente abuso dos direitos humanos por parte da polìcia, està aì o caso Amarildo como um dos muitos exemplos. Mas vamos com calma, cada caso é um caso, cuidado com a generalizaçao, pois nòs leitores nao somos “burros”, e a credibilidade da revista vai parar aonde?

  38. “Negro Belchior”, porque não faz concurso para entrar na polícia? Me parece que você quer muito ajudar a corporação, tenho certeza que você faria melhor.
    Você fardado, com um “três oitão”, na mira de um fuzil iria fazer muito sucesso.
    Ou se você apoia assaltos e assaltantes, adote um deles.

    Ps.: certeza que este artigo está dentro da CartaCapital? Acho que não. Não da CARTA CAPITAL.

  39. O engraçado é que a polícia pesquisou tanto tempo e ainda acabou matando um professor inocente que tinha sido sequestrado pelos bandidos e o chefe da operação afirmou que foi apenas uma “fatalidade”. Fatalidade? Refém ser morto pela polícia é burrice! O professor entrou no rótulo “bandido” e foi executado como tal, tomara que os que defendem tanto o bordão “bandido bom é bandido morto” não sejam confundidos por essa polícia que não sabe usar o próprio trabalho de inteligência.

    • Realmente, o que a gente mais lê aqui é o senso comum, que parece sempre aceitar o que é mais fácil, o que comove, o que explora a emoção televisiva, ópio visual! Na ótica da maioria da população, a violência é a solução para tudo! É a lei do olho por olho, dente por dente.
      O autor do texto não defende bandido, mas é a favor de uma vida regida pelo verdadeiro amparo da lei e da ordem. Senão todos seremos vítimas do caos social (e de certo modo já somos). A tendência é piorar, pois quando não se reconhece o que é certo e errado, o que nos faz bem e o que nos faz mal, o que se pode esperar?

  40. Nosso caro colega que escreveu esta reportagem quer chegar aonde? Matam policial todos os dias nesse Brasil de meu Deus e não aparece um FDP…p falar alguma coisa…você é mais um que quer se aparecer em cima da morte dessas pessoas….

  41. Pra começo de conversa: “Afroativismo” é racismo. E comentando a matéria: 9 marginais mortos pela polícia? 9 ratos a menos no mundo e a polícia está de parabéns! No mais, quem defende bandido, na minha opinião, só pode ser bandido também.

  42. Nesse texto Belchior se tornou uma ilha já que demonstra o preconceito que tem do próprio estado e das forças de segurança que se esforçam muito além do que devem para tentar trazer um pouco de segurança ao cidadão. Não adianta Belchior, o contrário social está feito, você, eu todos precisamos de um estado organizado e isso significa forças de segurança atuantes com o uso da força necessária. Nesse mundo perfeito que se visualiza no texto, imagina-se que um criminoso vá se entregar, portando armas de guerra, para um policial que, polidamente lhe explica que aquilo é errado e portanto deverá, desculpando-se em nome do estado, prender o sujeito com o cuidado de não algema-lo, já que o uso de algemas está restrito por lei federal. Já o criminoso tem o direito de fugir e de omitir a verdade para se beneficiar.
    E você citou o método Giraldo ou porque acredita que policial é super herói ou porque gosta de ver policial morrer não é?
    Por acaso não está assistindo muito filme?

  43. Gostaria de saber qual é a tecnologia pregada aqui nesta postagem que consegue defender de tiro de FUZIL, GRANADAS e outros calibres de artilharia de guerra, eu tenho a certeza que a policia CIVIL OU A POLICIA FARDADA como mencionou o nobre amigo não desferiria nenhum disparo se nao fosse recepcionado a balas… caso o não saiba, é humanamente ou tecnologicamente impossível agir oferecendo flores ou rosas a quem reage com tiros e armas de grosso calibre. Qualquer policia sendo militar ou não, com o uso do ultimo recurso tecnológico vai ter que enfrentar bandidos armados vai ter que enfrentar pessoas dispostas a matar, e eu tenho a certeza que militarizada ou não ainda vai haver muitos cenários como este, agora ao invés de mudar a cor do pano ou do nome da polícia passando a ser chamado como quiser num futuro, enquanto nao houver justiça eficiente, sistema prisional exemplar, e direitos humanos para pessoas humanas, tanto vai fazer o nome ou o regime da instituição que vai estar na ponta da linha combatendo os “bandidos” os mocinhos somente vai mudar de nome mas a conduta eu acho pouco provável de ser mudada.

  44. Agora um policial no meio de um tiroteio contra vagabundos armados com fuzis, tem que se preocupar em mirar nas pernas ou braços dos meliantes. Tem que ser muito canalha para escrever um texto desse. Desmilitarização da polícia foi o que a Venezuela fez anos atrás. Não passa de uma proposta canalha de partidos socialistas em busca de seu plano de poder. Não vão conseguir. O Brasil não é Cuba.

    Parabéns, policiais! Foram perfeitos.

  45. Sou leitor da Carta a muito tempo e a considero um dos melhores periódicos publicados na atualidade. Porem fico estarrecido como parcela de nossa sociedade, principalmente de nossos formadores de opinião, tem dificuldade de ver o que está bem diante de seus olhos. Pq a PM não interceptou os bandidos antes da ação já que a “inteligência investigativa” serve para se antecipar aos crimes e diminuir a violência e as ações letais? Simples meu caro! O Brasil adota um sistema de segurança ineficiente, onde temos duas polícias com ciclo incompleto, uma ainda aliás é militar, com doutrina e cultura bem diversa da policial.
    Dois agentes foram feridos, isso para vc não basta?! Quantos deveriam ser mortos?!! Um, quem sabe dois?!! Vou alem, não teriam os policiais se auto-lesionado para justificar a execução em praça pública, ou quem sabe diminuir a desproporção, segundo você absurda, de um confronto (tirei as aspas, pois como vc pode ver de fato ocorreu) entre mocinhos, os com bananas de dinamite e fuzis, e os perversos executores, com sanha assassina e violência desproporcional. Infelizmente seu texto não trata da defesa de bandidos, mas também não questiona a naturalidade de que muitos veem bandidos armas com armas de guerra e explosivos confrontarem a polícia no interior de nosso país, fecharem cidades inteiras e fazendo uma rede de reféns, em um desses roubos a banco, em Porto das Pedras/AL, um policial foi tirado se seu local de trabalho e executado em praça pública. Sim isso mesmo, foram ate seu grupamento, o arrebataram e mataram, sem confronto, sem resistência. Não vi nenhuma nota de repúdio, ou indignação de nossa sociedade organizada, nem dos meios de comunicação.
    A crítica de como o Estado trata seu povo é válida, com certeza, mas e a de como o Estado trata seus policiais não é?! A pouco tempo 300 bombeiros do Rios foram presos por reivindicar melhores condições de trabalho! Que Estado é esse, que Sociedade é essa?!!
    O Método Giraldi não se baseia em atirar em partes não letais, pelo contrário, o tiro policial visa cessar a ação criminosa utilizando-se da força letal como ultimo recurso. Vá a qualquer stand de tiro e verá que o policial treina para acertar um circulo que vai do umbigo ao centro o peito do alvo, acima do centro de gravidade do oponente.
    Não fosse a ação da polícia, pegando os criminosos de surpresa, as consequências poderiam ser piores, quantos reféns seriam feitos, quantos explosivos seriam explodidos?!! Deixo pra vc a resposta…

  46. Só um detalhe Douglas Belchior, a ação em Itamonte foi realizada pelas policiais civis de São Paulo e Minas Gerais. A Polícia Militar só agiu depois do tiroteio para auxiliar na perseguição daqueles que fugiram. Logo, apesar da discussão sobre a desmilitarização ser perfeitamente válido, o caso em tela não pode ser utilizado como argumento.
    Por um acaso o senhor sabe a diferença entre as policiais civis e militares? O senhor pesquisou o que realmente ocorreu durante a ação policial ou escreveu esse artigo com base no que leu nos jornais?
    Como o senhor pode cobrar a responsabilidade das policiais se nem tem responsabilidade sobre o que escreve?
    Certamente o senhor não é digno de escrever no site “Carta Capital”.

  47. Cara, concordo com você, mas tenta se colocar no lugar do policial, é uma situação muito complicada.
    Quando um bandido fortemente armado vê um policial, ele já vai atirando, imagina três caras dentro de um carro, todos atirando em você, onde você vai imaginar que a quarta pessoa é um refém?
    Eu acho que nem robocop seria tão preciso…
    Mas como é muito fácil reclamar, principalmente na internet sempre vai ter alguém.

  48. Por curiosidade, entrei neste site, para ver o que a revista tinha de interessante a oferecer. Curiosidade saciada, vou continuar a procura de conteúdo em outros sites…

  49. Eu nunca pensei que leria tanta besteira em toda minha vida. O dia que você estiver em uma ação policial em que bandidos estejam despejando tiros de fuzil contra você, terá o direito de emitir sua opinião patética. Estude direito e procure se informar um pouco melhor. Discurso socialista ridículo cheio de mimimi e inhsiticas sociais as quais a policia nao tem nada a ver. Gostaria da sublime opinião de vossa senhoria especialista em segurança pública sobre qual ação a policia deveria tomar? Pedir para que o bandidos entrarem na viatura por favor? Patético

  50. O único ponto passível de críticas é a morte professor Silmar Júnior Madeira. Mesmo assim, deve ser feita com moderação, pois é fácil fazer criticas sentado em frente ao computador na tranquilidade do lar, mas no momento do confronto, a situação é diferente, quase não há tempo para analisar, a adrenalina dificulta o raciocínio, afunila a visão, é sua vida que está em risco e não existe preparo no mundo que evite essas condições.
    Primeiro devemos ter em mente algumas noções sobre abordagem policial e os criminosos. Em uma abordagem policial não deve ser possibilitado ao criminoso reagir, assim é necessário superioridade seja numérica (homens), de armamento (mais letais) ou estratégica. Não se trata de uma competição na qual se exige igualdade de condições e que vença o melhor. Tal superioridade é uma forma de inibir a reação do criminoso e, assim, assegurar a integridade física deste e dos policiais. Por outro lado, devemos conhecer melhor esse tipo de delinquente. Não quando estão em seu ambiente social (por exemplo, num churrasco entre eles, ambiente que possivelmente serão amigáveis, simpáticos, divertidos), mas em sua atividade criminosa, quando são agressivos, violentos, estando dispostos a matar quem tentá-los impedi-los ou atrapalhá-los, preferindo morrer a serem presos. Podem até ser “civis” na vida social, no sentido de cidadãos “normais”, mas são criminosos violentos e assassinos na atividade que escolheram.
    Por que a PM não os interceptou antes da explosão do caixa eletrônico? Inteligência investigativa não deveria servir para desarticular ações criminosas, se antecipar aos crimes e diminuir a violência e as ações letais? A abordagem logo antes da explosão do caixa eletrônico, não alteraria a reação agressiva dos bandidos. E muito antes, não configuraria o crime. Explico, para haver crime deve haver materialidade, significa que apenas o planejamento do crime, não configura crime, o qual somente estará caracterizado quando for iniciado concretamente e se consumar. Então era necessário que iniciassem a conduta criminosa, não sendo possível a antecipação ao crime (que ainda não havia ocorrido juridicamente).
    Questiona a resistência dos bandidos e poucos policiais atingidos. Com já foi dito, havia superioridade dos policiais, que certamente estavam protegidos para o confronto diferentemente dos bandidos. Assim, não há qualquer espanto que quando os policiais deram a ordem para os criminosos se renderem, não acataram e atiram, tendo os policiais, já posicionados e preparados para tanto, reagindo de forma mais letal, pois havia superioridade numérica, estratégica, técnica etc. Portanto, o resultado já era esperado no caso de uma ação violenta dos bandidos. E desconheço qualquer técnica eficaz que neutralize (sem matar) um bandido que atira com arma extremamente legal (fuzil). Defendo que o bandido deve ser tratado com um ser humano. Mas há situações, como de confronto armado, em que a único resultado é a neutralização (em regra, pela morte). Ou conhece uma forma de política de segurança pública para esse tipo de criminoso, que não seja a repressão e sua neutralização (isolamento da sociedade pela prisão ou mesmo a morte em casos necessários e justificados)? Alguns defensores dos direitos humanos têm a ideia de que TODO criminoso é ressocializável e de natureza não violenta. Isso é uma falácia, basta estudar um pouco sobre psicologia, para saber que o psicopata (estima-se que cerca de 30% dos criminosos tenham esse perfil), especialmente as delinquentes, são pessoas sem remorso, frias, muito inteligentes e articuladas, violentas, sente prazer no sofrimento dos outros, irrecuperáveis (pois é de sua natureza). Não há ressocialização para esses criminosos. Outra falácia é que todos criminosos são vítimas da falta de atendimento de seus direitos sociais, se assim fosse, nas favelas só haveria delinquentes.
    Questiona o não uso do método Giraldi. Aqui seus “argumentos” são contraditórios. Sugere o uso do método Giraldi, portanto intuindo que seja um método adequado e moderno, o qual foi criado e é adotado pela PM/SP, e por outro lado, sugere a desmilitarização da PM por adotar um modelo atrasado (mas não eles que criaram e adotam o método Giraldi?).
    Por fim, a população do bem não aguenta mais ter seu direito de liberdade de ir e vir tolhido pelo medo de sair de casa diante da violência pratica por criminosos, seu direito de propriedade conquistado com suor de trabalho honesto ser abatido mediante violência de deliquentes em questão de minutos, o direito à integridade física ou até mesmo seu direito à vida ser retirado muita vezes por puro prazer do assassino. Acrescente-se a sensação de impunidade gerada pelas leis que ao buscarem de forma exagerada a proteção do cidadão frente ao poder punitivo do Estado, acabam beneficiando os criminosos. Diante disso, é natural a reação da população aplaudir esse tipo de atuação policial.

  51. Absurdo este texto…. Os caras com dinamite e deveriam ser abordados como? Com flores? Depois de explodirem é o certo. Pois assim se rem a certeza da intenção deles.

  52. O carinho que esse senhor tem com bandido é surpreendente. Vai dar carinho em bandidos fortemente armados e pedir por favor para largarem as armas… Paciência!!!

  53. Acredito que você deve ler o código penal, antes de criticar a ação. Se a Polícia agisse antes de explodirem o caixa eletrônico, eles apenas responderiam por porte ilegal de armas e provavelmente formação de quadrilha. Não seriam indiciados por crime de explosão, furto ou roubo qualificado, depredação de patrimônio particular, etc. Você quer que o bandido fique preso ou não. Vai explicar a proporcionalidade do método giraldi para a família das vítimas que o crime organizado fez em São Paulo. Quem dá tiro para matar, merece levar tiro para morrer! É uma excludente de criminalidade não só para Policiais, mas para qualquer cidadão. Agora ficar no seu mundo imaginário acreditando que os carros da Polícia deveriam estar “cheios” de buracos de bala, é absurdo! Você tem que parar de assistir filme americano parceiro. A Polícia não tem culpa de estar mais bem preparada e ter ao lado dela neste caso o fator surpresa.

  54. Refazer uma ação policial no campo da retórica é, no mínimo, despretensioso e, para não dizer mais, descuidado.

    O policial, com milhares de horas de formação, age em prol de uma sociedade que quer ser protegida e aí mesmo tempo caminha com pequenos passos em direção a um bólido estado de democracia que a leve para um amanhã menos violento e corrupto como é o hoje.

    Qualquer tentativa de desmerecimento de ações policiais legítimas, respaldadas em lei, que mereçam nosso aplauso e moção, deverá ser condenada a ser relegada como uma espécie de golpe às avessas – um atentado contra a ordem democrática e contra o que experimentamos como consenso, a manutenção de nossa ordem enquanto Estado de Direito.

  55. Belchior.

    Porque tu então, não entre na polícia? Pegue um fuzil e vá pra guerra.
    Aposto que iria entrar em estado de choque só de ver um fuzil apontado pra tua cabeça.
    Tenha a conveniência de se por no lugar de um policial antes. não estou defendendo os policiais, nem tampouco sou um, mas falar é fácil.

  56. Um lixo de matéria, arrependimento por contar acesso a pessoas desprovida da verdade que acontece todos os dias nas ruas, Belchior experimente trabalhar como policial um dia apenas realizando abordagens investigando crimes entre outras atividades e garanto que ira mudar sua linha de pensamento pois, hoje você apenas fez uma matéria absurda defendendo vagabundo, no conforto de sua sala com ar-condicionado e um computador é fácil fazer criticas e tentar mudar o mundo…

  57. Todo este argumento contra a desmilitarização (que é importante) e perdeu-se um detalhe crucial – as forças policiais eram civis. A PM não atuou na operação.

    Pesquise e verás que há inúmeras fotografias não apenas das viaturas com marcas de tiros.

    O método Giraldi não é para atirar em regiões não letais – nada disso! É para cessar rapidamente a agressão. O ideal teria sido dois tiros na região toráxica, seguidos de mais dois caso não terminasse a agressão. Devido ao uso dos coletes, os tiros na cabeça foram os corretos.

    Não se sabe os detalhes da investigação, mas no decorrer de uma investigação nem sempre se tem todos envolvidos, endereços, informação de armamentos, detalhes da ação criminosa, horário e nem mesmo o local onde o crime ocorrerá. A Polícia deveria deixar o crime ocorrer e não agir?

  58. Esses jornalistas de hoje em dia, que só falam coisas utópicas. Não conhecem nada e ainda querem sair falando como profundos conhecedores das táticas da polícia. Parecem grandes coronéis que sabem tudo. Mal sabem que neste país para se prender por algo (se a justiça não soltar), tem que ser em flagrante. Não se colocam no lado do policial. E agora a solução de tudo, dita por eles, seria desmilitarizar a policia, como se fosse mudar o cenário do país. Não mudaria absolutamente nada, pois o problema não é a polícia e sim a mentalidade do brasileiro, onde não quer estudar, investir em educação, mas também na mente dos estudantes, para que estudem, pois a maioria dos estudantes hoje não quer nem saber de estudos. Fora isso, existem um monte de outros problemas. Enfim, a policia tem sido o bode expiatório disso tudo que ocorre no país, enquanto isso os políticos riem a toa.

  59. O autor pergunta: “E onde estão as marcas de bala nos carros dos policiais?”
    No carro eu não sei, mas esse policial está com uma marca clara de tiro no braço, como mostra a notícia abaixo:
    http://www.saolourencojornal.com.br/site/?pg=noticia&id=2747
    Alguns irão falar que foi ‘fogo amigo’, ou negar de outro modo a prova de que os marginais reagiram à abordagem, mas isso nada mais é que cegueira seletiva, o principal sintoma da doença do esquerdismo.

  60. Sim, concordo somente na parte do inocente Silmar (um inocente, trabalhador e pai de família) que foi infelizmente morto.
    Agora questionar a ação da polícia? Questionar os números de mortos, e questionar que não houve nenhuma morte do lado da polícia?
    Agora lhe pergunto, recentemente em algumas capitais do nosso país houve vários atentados contra a policia, e dezenas foram mortos sem qualquer direito de reação. Os polícias mortos foram defendidos por algum órgão?
    Hoje vivemos em uma sociedade com medo, nossos filhos são criados dentro de casa, escola. Muitos cidadãos não podem usufruir do que a cidade oferece por conta da violência, vivemos praticamente em uma “prisão” dentro de nossas casas e condomínios. O crime organizado cresce aceleradamente, saindo do poder das autoridades, assaltam, matam, e amedrontam até mesmo a policia, como foi o caso em Itamonte em Novembro passado, quando um grupo estourava os bancos o outro grupo foi até o quartel da polícia e efetuaram dezenas, centenas de disparo contra as autoridades ali presente.
    Quando ocorre um ação contra o crime, a polícia ainda é questionada? Eles merecem sim aplausos, infelizmente houve um inocente na ação!

    Agora, os criminosos também constituem famílias e que devem estar sofrendo, é onde poderia entrar algum órgão para ajudar a perca do ente “querido”, para que seus filhos cresçam bem e que os mesmo não entrem também na criminalidade.

  61. Apesar de não abrir mão de minha leitura regular desta revista, concordo plenamente com o leitor Alvaro. Um nivelamento em numero de vitimas entre aqueles que enfrentam a criminalidade em nome da cidadania e aqueles que violentam a cidadania cometendo crimes, só mostra a psique deformada de quem acha que somos todos a mesma coisa.
    Acredito que por essas e por outras é que nosso país tende culturalmente para o descaminho, aqui os humanos direitos não tem qualquer estimulo ou beneficio por sê-lo, antes pelo contrário, nas dificuldades havidas na vida para todos a leitura de compreensão e cumplicidade recaem culturalmente todas para o lado criminoso.

  62. É, foi infeliz, hein… Então o padrão é considerar a ação da polícia inadequada sempre, salvo se ela comprovar previamente que não havia outra alternativa? Foi meio forçado isso…

  63. Certamente quase todas as críticas que a polícia brasileira recebe procedem. Por outro lado, não posso deixar de considerar que é muito cômodo vc fazer sua análise pseudo intelectual sentado aí, no alto de sua poltrona, segurando sua taça de vinho, e conhecendo a realidade brasileira apenas na teoria. Aliás, quase sempre, há distância quilométrica entre teoria e prática. A polícia ideal estará mais perto tanto quanto os problemas sociais se resolverem. E aí, meu amigo, não é injetando dinheiro público em copa que vai ser a solução.!

  64. que lindo seu texto, é muito fácil falar quando não se estava no local, 20 marginais chegam, são surpreendido por vários policias e trocam tiro, nisso são metralhados, vc queria que os policias tomassem tiro e ficassem rindo?

    A ação foi sim perfeita, não teve baixa alguma do lado da policia, não teve inocentes feridos e acabou com a neutralização de mais da metade da quadrilha, se esses 20 lixos tivessem saído desarmados e com as mãos ao alto te garanto que não teriam levado chumbo.

  65. Meu amigo Douglas Belchior,

    Eu até entendo a forma como você pensa, não vou dizer que estás errado, mas isso não funcionaria no Brasil, pelo menos não neste momento que estamos vivendo, para se pensar em dessa forma no Brasil teria que ser feito uma mudança Politica e Cultural.

    Os bandidos são pegos, a polícia cumpre o seu propósito de defender a sociedade e muito bem, mas não adianta a polícia cumprir seu trabalho se quando os delinquentes que são pegos chegam ao judiciário e são soltos (o que faz com que o trabalho da polícia pareça se quer ter acontecido), seja por super lotação dos presídios, demora no processo ou qualquer outro motivo, quando são soltos, eles voltam a praticar crimes, para que isso não acontecesse mais, os políticos deveriam promover uma mudança no judiciário, fazendo com que a justiça corresse de forma ágil, rigorosa e realmente boa para a sociedade e assim o sistema carcerário brasileiro funcionaria para o que deveria servir, recuperar as pessoas.

    Como as coisas não estão funcionando realmente como deveriam, os criminosos não são recuperados, os presídios lotam, quando pegos são soltos e todos agradecemos a morte deles, pois só assim nos livramos de tal mal que até que façam tudo funcionar, sofreremos com ele.

  66. Tradução simples: São 270 marmitex\mês a menos que D, Sebastiana e seu Pedro irão ter que arcar no fim do mês com esses bandidos mortos!! A propósito, para onde mando mesmo os meus parabéns aos policiais…??

  67. [email protected] diz:

    Eu tive que imprimir este texto ridículo e fazer questāo de limpar o Cú com ele!
    Tá com dózinha dos vagabundos? Pega para cria! Leve-os para sua casa!

  68. Quem deu a pena pra este idiota escrever deveria ser demitido junto com este estúpido. Nunca vi tamanha baboseira escrita nesta revista. E olha que se aproveita pouco do que sai nela.

  69. cara, vc é um verdadeiro idiota. para sua ideia de justiça deveriam morrer 9 policiais para ficar tudo igual?
    marca de tiros nas viaturas??
    vá lavar um tanque de roupa suja antes de formar opinião burra como essa.

  70. Quem fala o que quer ouve o que não quer e, pelo jeito vc já ouviu “leu” demais, mas vamos lá – Texto infeliz esse seu. Não confunda minorias “fragilizadas” e afins com marginais (leia-se bandidos, pilantras, safados, vagabundos, covardes, assaltantes, corruptos, injustos, mentirosos, imprestáveis, ladrões, traficantes e seus patrocinadores “usuários”). Estes (independente de gênero, cor dos olhos, idade, ideologia política ou casta social) têm que aprender que toda ação gera uma reação e que quando se está delinquindo e se ouve um – polícia, parado. É parado ou arque com as consequências da desobediência. Chega de direitos para quem não cumpre com os deveres de cidadão.
    Eu, particularmente, não vibro com a morte de nenhum ser humano e o texto ainda queria o saldo do embate mais equalizado.kkk. Policial também é gente (não sabia né), tem família, sonhos, medos… e a sociedade lhe dá um treinamento e lhe entrega uma arma para defendê-la. E quanto aos tiros, informo que na perna não existe mais nem em filme. De advertência também não, já que é desnecessário pois foi advertido verbalmente. Método Giraldi não tem nada a ver com partes menos letais do corpo. PQP, gonorante.
    E outra, não gosta de banqueiros, nem eu. Mas se vc tá de mal com o “capitalismo selvagem” mude para Cuba e vc será muito mais feliz (polishop). Lá, todos são iguais e têm as mesmas oportunidades. LOL. Mesmo se fosse verdade, seria muito chato.
    Wake up, Alice.

  71. Acho que a policia deveria ter corrido quando foi recebida a tiros, para dar a chance destes badidos pegarem a família desde idiota que escreveu este artigo ridículo! So tem merda na cabeça, vamos lançar a campanha adote um bandido! Tenho vergonha de estar no mesmo País de gente que defende bandido!!!

  72. Acho que o autor acharia justo “9 policias mortos” e “2 bandidos feridos”….
    O que se esperava era a polícia ter preparo e condições tal de enfrentamento de forma que nenhum policial ficasse ferido.
    Mas… o mundo dá voltas… um dia, quando alguém precisar da polícia ou se ver vítima da bandidagem desenfreada, mudará de opinião…
    Já li textos absurdos na minha vida, mas tão ILÓGICO como este…NUNCA.
    A desinformação de quem se aventura escrever na internet, se sentindo “o escritor”, beira o absurdo.
    Seria interessante estudar alguns conceitos antes de abordá-los, a começar pelo que seja “militarização”…
    Triste sociedade desinformada com capacidade de análise limitada e sem visão do todo.

  73. VC SÓ PODE SER UM BANDIDO DOUGLAS BELCHIOR, PRA TA DEFENDENDO BANDIDO. ADOTA TDS OS BANDIDOS E LEVA-OS PRA SUA CASA SEU IDIOTA. HIPOCRISIA É CRITICAR, EM UMA SALA CONFORTÁVEL, O TRABALHO DE QUEM ESTÁ NA LINHA DE FOGO DE MARGINAIS QUE NÃO TEM NADA A PERDER. POLICIAIS TEM FAMILIA E SE ARRISCAM POR ELA. VAI LAVAR UM TROUXA DE ROUPA SUJA OU UMA DUZIA DE LOUÇAS PQ ESCREVER NÃO É O SEU FORTE!!!

  74. Esse texto parece ser fake… Deve ser alguma pegadinha… Caso seja sério, que Deus nos ajude com pseudo escritores como você tentando formar alguma opinião. É um texto tão absurdo que não deveria receber nem esses comentários! Não dá pra entender como alguém alfabetizado consegue pensar tanta estupidez. Quanto ao desfecho da operação, vou dar minha opinião não como aspirante a blogueiro – como você deve ser- mas como policial: Houve erros sim, como toda ação que depende de diversos fatores, mas os principais foram a morte do professor (ainda não li em lugar nenhum sei foi alvejado pela polícia ou pelos bandidos, também pouco importa, é trágico de qualquer forma). Outro erro foi os 02 policiais (que você deseja terem morrido) saírem feridos. O treinamento policial de enfrentamento consiste sempre em neutralizar os agressores com eficiência, ou seja, sem que eles tenham chance de reagir. Serviço de polícia não é jogo de futebol profissional em que um placar de 3×2 ou o empate é um bom resultado. Prá nós o ideal é que seja um placar de pelada mesmo, Polícia 9×0 Bandidos. Ainda cabia mais alguns gols… Faça um favor à toda a população brasileira, se abstenha de comentar assuntos que não domina.

  75. Eu acredito que as pessoas não entenderam o que leram ou o ódio social cegou-os da capacidade de análise : O autor destaca o argumento pífio da “inteligência policial” dado pela polícia, onde fica bem claro que não houve qualquer esforço para desarticular o esquema do bando e evitar o assalto ou o confronto, mas sim aguardar o flagrante para que pudessem simplesmente mata-los (premeditação). Como cidadão, não é esse o papel que espero da polícia, e sim trabalho investigativo SÉRIO e dentro da lei.

  76. Você queria prender esses bandidos antes de eles começarem a tentar o assalto por porte ilegal de armas? Todos seriam liberados da delegacia antes dos policiais.
    Você queira que os policiais insistissem no diálogo para os bandidos se renderem após receberem uma rajada de fuzil? Sabia que não dá pra ouvir nada perto de uma arma dessas? Sabia que a polícia é proibida de dar tiro de advertência? Ou se atira para cessar a agressão ou não se atira.
    Quer dizer que para justificar a ação da polícia algum policial deveria ter morrido? Lembre-se que alguns bandidos foram presos. Não foram assassinados. Por que você não aproveita e adota um deles? Tadinhos…. me poupe!!!!!!!! A operação foi bem sucedida porque eram duzentos policiais contra vinte bandidos. Isso, sim, é doutrina policial, a superioridade de armas. Ou você queria que eles brincassem de duelo, de dois em dois? Sabia que a operação de negociação mais demorada da SWAT levou 9 horas? Não tem conversa com bandido. Eles entram, matam os bandidos e soltam outra reféns. Sim, sim, não, não. Tudo bem você ter opinião, mas de que lado você está?

  77. O meu sonho é que uma pessoa como você fosse a responsável por comandar uma equipe para interceptar um bando como esse. Queria ver se o senhor ia ficar procurando pontos “não letais” para atirar enquanto rajadas de tiros de fuzil viessem em sua direção. É muito fácil fazer uma análise absurda dessa quando se vive no mundo dos Ursinhos Carinhosos como você vive.

  78. Bom dia! Pra começar já coloca negro como primeiro nome para querer se colocar na posição de vítima da sociedade, creio que o digníssimo presidente do supremo Joaquim Barbosa nunca se fez de vítima, nem tão pouco meus amigos afro descendentes que são pessoas honestas que chegaram onde estão por mérito e não se fazendo de vítima. Seria repetitivo ficar achincalhando você ou te criticando, pois já tem vários textos nesta página dizendo varias coisas a seu respeito. Deixo aqui meus parabéns, porque na atual violência urbana do pais, com esse bando de vagabundo no governo, tem que ter muita coragem para defender bandido. Mas na realidade acho que você está querendo aparecer, ou e vagabundo também, pois não tem outra explicação, já que você é tão inteligente procura investigar quando será o próximo roubo e orienta os vagabundos a desistirem da ideia, mas se eles não aceitarem seu conselho, vai junto leva uma câmera para filmar a ação, depois se tiver confronto com a policia, e não ouvir empate, como o senhor quer que aconteça, porque tem certos fumadores de maconha idealistas nesse pais que defende para cada bandido morto tem que morrer um policial, só esquecem que o policial está trabalhando e defe defendendo a sociedade, não é porque são escudo devem ser mortos, seu fdp. Já que sua inteligência e muito aguçada descobre o telefone do pcc e pede ajuda a eles.

  79. Sinceramente, acredito que pessoas que escrevem artigos como estes são suspeitas, talvez estejam sendo pagas por bandidos como Beiramar ou Marcola, tentando promover a hipnose jornalistica em massa que tem como escopo principal distorcer a percepção das pessoas da nossa nação quanto a ações legitima da nossa Polícia, lembrando que policiais não são seres de outro planeta e sim membros da nossa sociedade que ganham o pão de cada dia ariscando suas vidas em detrimento das nossas, só me resta pensar que bandidos ricos como Beiramar e Marcola tem grana suficiente para bancar jornalistas ou até mesmo revistas como esta.

  80. Comecei a ler sua análise, contudo não fui até o fim. O motivo? Como não sou leigo, saltou-me aos olhos falsas informações que, é claro, não podem corroborar em conclusões verdadeiras.
    Primeiro. A investigação foi da Polícia Civil…isso mesmo, não é a PM quem investiga. E neste caso a operação foi desencadeada pela Polícia Civil de SP com apoio da Polícia Militar de Minas.
    O “Método Giraldi” é uma técnica reconhecida, internacionalmente, e é patenteada pelo Mestre Coronel da PM de São Paulo – Nelson Giraldi. Os policiais que participaram da Operação não são da PM paulista.
    Não há como, nós como leitores, enxergarmos diferente ao ler que houve desproporção nas mortes. É óbvio que para o blogueiro deveria ter empate nas mortes para a ação ser legítima. Todo embasamento posterior à esta conclusão óbvia é apenas falácia.

  81. Acho interessante que muita gente defende a paridade de mortes, questionando o porque “morreram 9 e somente 2 Policiais ficaram feridos?”, caso o senhor “Negro Belchior” não saiba, existe a Lei de Ação e Reação, nesta situação a Polícia Civil e Federal foi recebida a tiros, e claramente revidou, como nitidamente os Policiais tinham armamentos de alto calibre e sabiam utilizá-los de maneira adequada, além de um treinamento de reação altamente eficaz, conseguiu reagir com eficiência, resultando na morte destes 10 criminosos. Felizmente morreu mais criminosos, e é isso que a sociedade espera (claro com exceções de alguns).

    É nítido o uso de Inteligência Policial, Efeito Surpresa (os bandidos nem imaginavam que estavam sendo acompanhados) e Treinamento de Ação/Reação altamente eficaz, em suma, a ação Policial foi um sucesso, em qualquer lugar do mundo, os Policiais seriam reconhecidos.

    Essa foi uma ação digna de ser parabenizada.

  82. vc deve ser defensor de bandido, nao tem essa de tiro em região nao letal…tem que ser na cabeça p nao termos q pagar um salário-prisão maior q o salario minimo que um trabalhador recebe honestamente.
    e esse papo de que a Inteligencia investigativa por saber tinha q antecipar o crime e prender antes deles estourarem o banco é só na sua cabeça, se prendem antes de estourarem o banco seriam preso por porte ilegal de armas que é menor a pena q roubo a banco e formação de quadrilha e quier saber de mais???
    TEM Q DESCARREGAR PELO MENOS UM PENTE DE BALAS NA CABEÇA DESSES BANDIDOS MESMO e quer saber mais???
    VAI TOMA NO SEU CU DEFENSOR DE BANDIDO

  83. O que precisamos é de mais investimento nas policias civil e militar , e infelizmente não foi possivel prender os bandidos , porque eles quando avistaram os policiais responderam com muito mais muito tiro , quando a desproporção eu acho muito justo , quanto mais policias em operações de risco , mais chance de sucesso na operação e menos chance de se perder um policial , que estão apenas fazendo o trabalho deles . Agora que é muito triste ver a violência aumentando aqui na cidade de Itamonte é , já temos muitos pequenos roubos , tráfico de drogas , e agora explosões de caixas eletrônico , lamentável .

  84. Que leviano e tendencioso este artigo. Por acaso o nobre articulista é estrategista militar para refutar esta ação baseada só no que a imprensa divulga? Será que passa pela sua cabeça, que certo detalhes da ação, a PM não divulga, porque é estratégico?
    Quanto a questionar o porque da polícia só atirar para matar deve ser brincadeira, nunca deve ter servido o exército, não sabe o que é atirar com um fuzil. E me diz uma coisa, porque os bandidos não tomam estas aulas desse Método Giraldi? Imagina quantos pais de família não se salvariam.
    Quanto a defesa dos bandidos, isso é já é esperado. A moral esquerdista é muito canalha para admitir que um ser humano possa ter escolhido o caminho do crime. O policial não pode cumprir o seu dever, ele deve investigar a história do Brasil e entender “seus conflitos sociais”. Crime deixa de ser crime e passa a ser problema social.
    Mal sabe este articulista que este discurso só tem como objetivo acabar com este país.

  85. Bem pessoal, o que vejo são pessoas se discutindo se deveriam matar ou não, e obvio vivemos em um pais de livre expressão. O que me preocupo e se amanha vou poder ir a uma praça publica, tomar sorvete com minhas crianças, sabe onde vejo o erro não e no colunista ou em vcs, que se expressão sua opiniões. O que me preocupa e ver um país onde não se existi educação, onde alunos se formam o ensino médio sem saber o que vai ser quando for adulto, o que peço e que o senhores preocupe mais com o sistema de nosso pais, onde jovens estão se perdendo em drogas, onde jovens querem entrar para PM para parecer valentes…, não me interessa se policia ta certo ou se o colunista! o que me preocupo e com as crianças.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>